Arquivo de tag não entendi

porMelissa de Sá

Miley Cyrus e Joan Jett????????? – Para o mundo que eu quero descer MESMO

Quando penso que nada mais no mundo pode me assustar, acontece uma coisa que abala toda a minha já precária estrutura. Depois de descobrir que Plutão não é mais um planeta, hoje me deparo com esse vídeo aí abaixo que até agora eu não consigo explicar: Joan Jett no programa da Oprah cantando com Miley Cyrus!!!!!!!!!!!

COMO ASSIM? WHAT THE HELL?

Resumindo a mini-apresentação do vídeo pra quem não sabe inglês, Joan Jett é a rocker queen de todos os tempos.  Facilmente identificada pelo cabelo super preto curto, os olhos marcados, a guitarra três acordes nervosa e a voz cortada, sempre no limite. Famosa pelo hit #1 “I love rock and roll” e por ser, bem, por ser a mulher mais autêntica e famosa do rock. Depois de Suzi Quatro, é a grande abridora de portas das mulheres do rock, um mundo assustadoramente e paradoxalmente machista. Aos 52 anos, Jett ainda faz shows e levanta multidões.

Já Miley Cyrus, bem… Miley Cyrus é filha de produtor e músico famoso e começou sua carreira no Disney Channel ficando famosa por fazer o papel de ninguém mais ninguém menos que… Hannah Montana. Recentemente Miley entrou numa empreitada para ser considerada “adulta” e se desvincular da imagem infantil do seriado. Para isso ela tentou cantar música country (que não colou), depois apelou para o sexy approach (que não pegou) e recentemente para o rock (que não rolou). No último rock em Rio ela fez três covers de músicas de Jett. E ela errou a letra das três. Sinceramente, duvido que ela seja “Jett´s biggest fan”. Fala sério.

Como é que essas duas podem estar cantando juntas? Eu juro que não consigo entender. Joan, você finalmente caducou ou a Oprah é tão influente assim? Sinceramente, tô chocada. Sem palavras.

Assistir as duas juntas é no mínimo bizarro. Miley fica parada igual uma estátua no palco, baixando a cabeça, tentando fazer uma pose rocker.  E o right and fro é tão duro que parece que ela vai vomitar. Observem especialmente 1:30. Dizer que a voz dela não cai bem pra rock é desnecessário. Não que ela não cante bem, Miley é afinada, mas pra cantar “I don´t give a damn to my bad reputation” a pessoa precisa demonstrar algum sentimento, no mínimo uma revoltinha leve. A roupa preta não convenceu também nem o cabelo super produzido que ela parecia estar bem receosa em balançar. Já Joan está com uma cara estranha e fica se esquivando de Miley. Ela até que tentou se aproximar da garota pra fazer uma fita, mas depois de quase levar uma cabeçada, desistiu (2:45). A apresentação não teve clima algum, as duas mal chegavam perto uma da outra e vale lembrar o olhar entediado de Joan em 2:55. A pegada clássica guitarrista com vocalista do rock não rolou, e mesmo com Miley tentando algumas investidas, Joan fingiu que não viu (3:25).

Miley se saiu melhor com “I hate myself for loving you”, talvez por ser uma música mais melódica. Nessa hora Joan até chegou perto dela. rs  A pior foi “Cherry Bomb”. Gente, “Cherry Bomb” exige força pra cantar, é um grito de guerra. Não é a toa que a música se chama  Cherry Bomb não Cherry Pie.

A veterana arranca os maiores aplausos da platéia e não é por menos. A mulher tem 35 anos de rock e mesmo que essa performance tenha sido meio morta, ainda foi legal. Já Miley… tadinha. Tentou forçar a voz, tentou balançar a cabeça, tentou de tudo. Mas ficou parecendo um esfregão, virando a cabeça de um lado pro outro.

A entrevista da Oprah no final foi sem sal. E alguém reparou que Joan e Miley não se abraçaram depois? Nem sequer vibraram? Que climão, hein? Mas pelo menos o vídeo vale por mais uma das frases de impacto de Joan “pushing back the pushing back” e pelo sorriso em 6:36.

Sinceramente, não entendi quais foram as forças do universo que conspiraram para essas duas estarem no mesmo palco, mas não quero ver essas forças em ação tão cedo.  Qual vai ser a próxima? J.K.Rowling e Stephanie Meyer num livro de contos?

*arrepios*

Antes tivesse colocado a Joan com a Avril Lavigne, que por sinal tem um cover muito bom de Bad Reputation. E eu to falando sério.

Vai aí o vídeo original de Bad Reputation.

%d blogueiros gostam disto: