azul

Resenha de Livro: Um Dia

Eu já tinha assistido o filme e chorando um bocado, mas digo que o livro foi uma experiência mais dolorosa. Não, não por motivos óbvios. Achei Um Dia um livro depressivo, até difícil de ingerir. Sim, é também um livro incrível. Mas quando penso muito sobre ele, fica aquele gosto ruim na boca…

A premissa é muito simples. Emma e Dexter se conhecem no dia 15 de julho de 1988. A partir daí, suas vidas tomam rumos diferentes, mas os dois estão sempre em contato. Os anos passam e o leitor acompanha o que aconteceu com eles, sempre no dia 15 de julho.Continue a ler »Resenha de Livro: Um Dia

Carta para meu eu de 14 anos

Esse post era pra ter ido ao ar no meu aniversário (9 de agosto). Mas por causa do apocalipse bloguístico, vamos agora, um mês depois.

Olá eu de 14 anos. Hoje é nosso aniversário. Pois é, o tempo passou, às vezes devagar, às vezes rápido demais e cá estamos chegando aos 24.

Eu queria te falar algumas coisas. A maioria delas não vai te ajudar em nada e só vai te deixar confusa, mas sabe, eu gosto de você, eu de 14 anos. Gosto do seu jeito confuso e ainda meio topetudo. No fundo, você é uma boa menina. Só está perdida. Mas quem não é perdido aos 14 anos, hein?

Continue a ler »Carta para meu eu de 14 anos

“Mother”, de Lita Ford (ou como você se surpreende com algumas coisas)

Essa foi uma das vezes eu que eu fui surpreendida por gostar de alguma coisa que achei que nunca gostaria. Contra todos os motivos óbvios embasados no meu gosto musical, tipo psicológico e chatice aguda, ouvi “Mother”, nova música da Lita Ford, e, estranhamente, gostei.

Oi vida, me explica isso?

Continue lendo pra entender o meu drama.Continue a ler »“Mother”, de Lita Ford (ou como você se surpreende com algumas coisas)

Resenha de Livro: An Abundance of Katherines

Depois de me fazer debulhar em lágrimas e sentimentos conflitantes com Quem é Você, Alasca? [Looking For Alaska], John Green dessa vez me atirou no mundo da ansiedade adolescente que busca incessantemente entender o que não dá pra entender: porque algumas pessoas levam o pé na bunda enquanto outras aplicam o pé na na bunda.

E será que dá pra fazer uma teoria sobre isso?Continue a ler »Resenha de Livro: An Abundance of Katherines

Resenha de Livro: Quem é você, Alasca? [Looking For Alaska]

Emocionante. Sincero. Simples. Mágico. Não tenho muitas palavras para descrever Looking For Alaska (traduzido no Brasil com o nome estranho e pouco emotivo Quem é você, Alasca?). Só posso dizer que foi uma das experiências de leitura mais incríveis da minha vida e que entrou para o meu top5 livros favoritos de todos os tempos. Quando minha amiga Amanda voltou… Continue a ler »Resenha de Livro: Quem é você, Alasca? [Looking For Alaska]