Categoria Música

porMelissa de Sá

Top 7 Compositores Favoritos

Nada como alguém que sabe escrever uma bela canção.

Escrever músicas, essa arte difícil e ingrata, nem sempre reconhecida como deveria. Nesse post de hoje, vou falar dos meus songwriters (o termo compositor em português é tão estranho) favoritos, aqueles que escuto sempre e que inclusive são inspiração para o que escrevo.

untitled

Quer saber quem são os meus compositores do coração? Ler mais

porMelissa de Sá

Discografia e História: The Runaways PARTE 7: O Fim

É fim do ano e agora cumpro minha promessa de falar do fim das Runaways. Nossa última parada foi no ano de 1978, quando Vicki Blue saiu da banda. O clima criado pelo produtor John Alcock era de tensão e muitas drogas. Para acompanhar os posts anteriores e saber da história das Runaways, clique aqui. Essa série de posts é parte do projeto Born to Be a Runaways Fan.

Joan Jett sempre afirmou que o fim das Runaways se deu por motivos de diferenças musicais. Talvez, no fundo, ela tivesse razão. Joan queria tocar glam/punk, Sandy e Lita queriam hard rock. Isso levou ao fim da banda. Mas a equação não era tão simples assim. Ler mais

porMelissa de Sá

Resenha de Música: “Lands of Forever”, de Jean Costa

Lands of Forever é o novo CD do Jean Costa. Um indie rock realmente alternativo: gravado e produzido pelo próprio Jean para deixar registrado suas experimentações musicais. Vou confessar que gostei bem mais desse álbum do que o anterior. Ele me surpreendeu e me divertiu.

lands of forever

Se você gosta de indie rock DIY influenciado por The Strokes e Arctic Monkeys, você vai gostar de Lands of Forever. Mas se você gosta de rock com guitarras melódicas, solos infinitos, virtuosismo e super produções fonográficas, é provável que esse não seja o CD pra você. Vamos saber onde estamos pisando.

Vamos lá?

Ler mais

porMelissa de Sá

Discografia e História: The Runaways PARTE 6: And Now the Runaways!

Vocês pensaram que eu abandonei vocês, que não ia ter mais Runaways por aqui… mas promessa é promessa e eis aqui mais um capítulo da história da banda. Estamos no ano de 1978, na turnê ao longo dos Estados Unidos. Para quem está começando agora ou para quem quer simplesmente rever o que passou, clique aqui para ler os posts anteriores. Lembrando que esse é mais um post do projeto Born to be a Runaways Fan. A bibliografia se encontra no final do primeiro post da série.

O inverno de 1978 é conhecido por ter sido um dos piores da história recente dos Estados Unidos. E foi nesse inverno que a turnê mais punk das Runaways aconteceu. Punk nos dois sentidos: porque as Runaways tocaram ao lado de grandes bandas do cenário punk da época como os Ramones e porque a situação material e psicológica era precária. Ler mais

porMelissa de Sá

“Mother”, de Lita Ford (ou como você se surpreende com algumas coisas)

Essa foi uma das vezes eu que eu fui surpreendida por gostar de alguma coisa que achei que nunca gostaria. Contra todos os motivos óbvios embasados no meu gosto musical, tipo psicológico e chatice aguda, ouvi “Mother”, nova música da Lita Ford, e, estranhamente, gostei.

Oi vida, me explica isso?

Continue lendo pra entender o meu drama. Ler mais

porMelissa de Sá

4 Coisas que você precisa saber sobre Cherry Bomb

Rebeldia. Agressividade. Explosão. O maior clássico das Runaways é possivelmente também o maior ícone do rock feito por mulheres. A música de 1976  é, 36 anos depois, inspiração milhares de jovens. Esse post quer agora mostrar 5 aspectos de ´Cherry Bomb´ (envolvendo composição, significado e curiosidades) que você precisa saber.

Conheça “Cherry Bomb”! Ler mais

%d blogueiros gostam disto: