Apostas para o Oscar 2011 [E resultados do Oscar 2011]

porMelissa de Sá

Apostas para o Oscar 2011 [E resultados do Oscar 2011]

É hora de fazer as apostas da noite! [Em vermelho os comentários sobre os resultados da noite de ontem atualizados]

Esse ano estou mais empolgada para acompanhar a premiação pelo fato de ter visto grande parte dos filmes que estão concorrendo às principais categorias. Um jeito bacana de conhecer os indicados é pelo Infográfico do IG. Só clicar para ter um panorama geral. Se quiser resenhas dos filmes, é só clicar aqui. [É, como sempre, a gente fica meio decepcionado, mas vá lá]

Então vamos lá:

Melhor filme
“Cisne Negro”
“Bravura Indômita”
“A Rede Social”
“Toy Story 3”
“A Origem”
“O Discurso do Rei” [VENCEU]
“O Vencedor”
“127 Horas”
“Minhas Mães e Meu Pai”
“Inverno da Alma”

O melhor filme dessa lista na minha opinião é Cisne Negro. No entanto, pensando racionalmente, O Discurso do Rei é o filme com mais chances de ganhar. Se bem que se fosse pra seguir o coração, eu daria para 127 Horas ou para Toy Story 3 (imagina uma animação ganhando o Oscar?).

Como já era esperado, O Discurso do Rei saiu como o grande premiado da noite. É um filme muito bom, com atuações excelentes e tem mesmo a cara do Oscar: realeza, pessoas de temperamento difícil, situações políticas pseudo-gloriosas e uma grande amizade inesperada.

Melhor direção
Darren Aronofsky, “Cisne Negro”
David Fincher, “A Rede Social”
David O. Russell, “O Vencedor”
Tom Hooper, “O Discurso do Rei”
Joel Coen e Ethan Coen. “Bravura Indômita”

Darren Aronofsky merece porque Cisne Negro é simplesmente brilhante! Uma concepção genial de filmagem. Mas como Oscar é Oscar, é capaz de Tom Hooper ganhar com seu filme mais tradicional ou até o hypado David Fincher.

Oscar é Oscar. E foi Tom Hooper mesmo. Como eu disse antes, é um filme muito bom, mas não tem um trabalho de direção assim tão brilhante. Mas valeu.

Melhor ator
Javier Bardem, “Biutiful”
Jeff Bridges, “Bravura Indômita”
Colin Firth, “O Discurso do Rei” (VENCEU)
James Franco, “127 Horas”
Jesse Eisenberg, “A Rede Social”

Seguindo o coração, eu daria para James Franco por conta da atuação espetacular em 127 Horas. Mas quem leva provavelmente é Colin Firth que interpretou o rei George VI com uma gagueira incrivelmente verossímel.

Tadinho do James Franco… Inclusive achei a apresentação dele no Oscar bem mortinha. Anne Hathaway roubou a cena. Acho bem merecido o Oscar do Firth, que inclusive tinha perdido o Oscar do ano passado para o Jeff Brigdes. Pois é, e agora ele se vingou deixando o Jeff na cadeira. aha!

Melhor atriz
Annette Bening, “Minhas Mães e Meu Pai”
Natalie Portman, “Cisne Negro” (VENCEU)
Nicole Kidman, “Reencontrando a Felicidade”
Jennifer Lawrence, “Inverno da Alma”
Michelle Wiliams, “Namorados Para Sempre”

Natalie Portamn sem sombra de dúvida! A atuação dela é de arrepiar, de uma qualidade impressionante. Fazia tempo que eu não via uma coisa tão intensa no cinema. Se não for pra ela, vai ser uma injustiça!

Essa era a minha certeza e se ela não ganhasse, putz, ia ser o fim. Realmente, uma atuação brilhante. E que lindo discurso ela fez. Raro de se ver. Fora que ela estava linda grávida. *momento totalmente girly on*

Melhor ator coadjuvante
Geoffrey Rush, “O Discurso do Rei”
Christian Bale, “O Vencedor”
Jeremy Renner, “Atração Perigosa”
John Hawkes, “Inverno da Alma”
Mark Ruffalo, “Minhas Mães e Meu Pai”

O favorito é Christian Bale, mas não vi o fime então não posso falar. Acho a indicação do Mark Ruffalo um exagero: nem foi tão incrível assim nada. Minha aposta é no Geoffrey Rush que foi brilhante.

Pois é, não vi o filme. Mas dizem que o Bale tá muito bem. Sei lá, eu tenho uma birra com o cara que dizem ser um grosso com todo mundo: diretor, atores, produtores, empregados, presidentes, rs.

Melhor atriz coadjuvante
Melissa Leo, “O Vencedor”
Amy Adams, “O Vencedor”
Helena Bonham Carter, “O Discurso do Rei”
Hailee Steinfeld, “Bravura Indômita”
Jacki Weaver, “Animal Kingdom”

Não assisti ao filme, mas ponho fé na Hailee Steinfeld que só pelo trailer mostrou ser uma atriz sensacional. Sem contar que essa bobagem do Oscar não premiar atores mirins é ridículo, né?

Atores mirins? Nunca serão. É tipo uma maldição. Mas a Melissa Leo ficou tão feliz que eu até comecei a gostar do resultado. Sério mesmo, simpatizei com a moça.

Melhor animação
“Toy Story 3” (VENCEU)
“Como Treinar o Seu Dragão”
“O Mágico”

Sem sombra de dúvida é Toy Story 3. Não precisa nem discutir.

Não precisa discutir mesmo.

Melhor roteiro original
“Minhas Mães e Meu Pai”
“A Origem”
“Another Year”
“O Vencedor”
“O Discurso do Rei”

A Origem. Muito bem bolado. Mas como o Oscar é tradicional, vai dar O Discurso do Rei. Mas queria que fosse A Origem.

Pois é, eu meio que já esperava isso. Mas é um roteiro bom, com certeza, bem bolado, bem escrito. Só achei o filme muito longo. Único defeito.

Melhor roteiro adaptado
“127 Horas”
“Bravura Indômita”
“A Rede Social”
“Toy Story 3”
“Inverno da Alma”

Se eu tentei ser racional no Roteiro Original, não vou ser nesse. 127 Horas mexeu muito comigo.

PQP!!!! Não concordo de jeito nenhum com esse. Okay, Rede Social é legal mas não tem o roteiro mais fantástico de todos nem passando longe. Pelamor!

Melhor filme estrangeiro
“Fora da Lei” (Argélia)
“Incêndios” (Canadá)
“Em Um Mundo Melhor” (Dinamarca)
“Dente Canino” (Grécia)
“Biutiful” (México)

Não vi, então não vou palpitar.

Melhor documentário
“Lixo Extraordinário”
“Trabalho Interno”
“Exit Through the Gift Shop”
“Gasland”
“Restrepo”

Não vi, então também não falo nada.

Melhor trilha sonora
Hans Zimmer, “A Origem”
Trent Reznor e Atticus Ross, “A Rede Social”
Alexandre Desplat, “O Discurso do Rei”
John Powell, “Como Treinar o seu Dragão”
A.R. Rahman, “127 Horas”

Gosto muito das trilhas do Hans Zimmer, mas a trilha de 127 Horas foi montada de uma forma muito bacana, mesclando elementos originais com músicas já existentes.

PUTA QUE PARIU! Foi mal pelo palavrão, mas ninguém merece esse resultado. Rede Social tem trilha sonora significativa???? Alguém viu o mesmo filme que eu? Diz que foi uma piada, vai.

Melhor canção original
“Coming Home”, de “Country Strong”
“I See the Light”, de “Enrolados”
“If I Rise”, de “127 Horas”
“We Belong Together”, de “Toy Story 3”(VENCEU)

WE BELONG TOGEEEEEEEEEEEEEEEEEEETHER. Essa música é de chorar, então… sem comentários.

Impressionante mesmo foi ouvir o cara dizer que já cantou mais de 20 vezes naquele palco. Agora, se a Gweneth Paltrow tivesse ganhado eu ia desligar a televisão. Sério. Quem diz que essa mulher canta? Que puxação de saco!

Melhor edição
“127 Horas”
“Cisne Negro”
“A Rede Social”
“O Discurso do Rei”
“O Vencedor”

Achei a edição muito bacana, segurou a onda de um filme que tem praticamente um ator e um cenário.

Que que foi isso? Sério, que que foi isso? Se tem uma coisa que não é legal nesse filme é a montagem. Sério, se mata. Acho que foi o Oscar mais mal dado de todos.

Melhor fotografia
“A Origem”
“Cisne Negro”
“A Rede Social”
“O Discurso do Rei”
“Bravura Indômita”

Cisne Negro é lindo. A fotografia consegue transparecer todo o sofrimento de Nina.

Fiquei surpresa, mas gostei. A fotografia é boa mesmo.

Melhor figurino
“O Discurso do Rei”
“Bravura Indômita”
“Alice no País das Maravilhas”
“I am Love”
“The Tempest”

Aposto no Western Bravura Indômita.

Um tanto exagerado, mas tudo bem. Okay.

Melhor direção de arte
“Alice no País das Maravilhas”
“A Origem”
“O Discurso do Rei”
“Bravura Indômita”
“Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1”

Aeh, porque esse filme foi bom, né? Finalmente!

Nesse quesito acho que eles não escolheram a melhor direção de arte e sim o filme que tinha MAIS direção de arte. Que exagero!

Melhor mixagem de som
“Salt”
“A Origem” (
VENCEU)

“O Discurso do Rei”
“Bravura Indômita”
“A Rede Social”

A Origem dá um show nesse quesito. Imagino que no cinema deve ter sido melhor ainda.

Melhor edição de som
“Toy Story 3”
“Tron – O Legado”
“A Origem” (VENCEU)
“Bravura Indômita”
“Incontrolável”

Qual diferença de Edição e Mixagem de Som? *ignorante* Mantenho o voto anterior. O google me disse que Mixagem de Som leva em conta todo o som do filme e seu equilíbrio, ou seja, barulhos, ruídos, diálogo, explosões. Já a edição de som fica com o barulho isolado, sem levar em conta o conjunto.

Melhor maquiagem
“O Lobisomem”(VENCEU)
“Caminho da Liberdade”
“Minha Versão para o Amor”

Foi o único que vi, então…

Melhores efeitos visuais
“Além da Vida”
“A Origem” (VENCEU)
“Homem de Ferro 2”
“Alice no País das Maravilhas”
“Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1”

Por mais tiete que eu seja, não vou votar em HP. Aquela luta sem gravidade de A Origem é muito bacana. E olha que eu não curto cenas de luta!

Eh, não tem como competir com cena de luta em gravidade zero.

Melhor curta-metragem
“The Confession”
“The Crush”
“God of Love”
“Na Wewe”
“Wish 143”

Não vi nenhum.

Melhor documentário em curta-metragem
“Poster Girl”
“Strangers no More”
“Killing in the Name”
“Sun Come Up”
“The Warriors of Qiugang”

Também não vi.

Melhor curta-metragem de animação
“Day & Night”
“Let’s Pollute”
The Lost Thing”
“The Gruffalo”
“Madagascar, Carnet de Voyage”

Não vi menos ainda.

Então, essas são minhas apostas. E vocês? Não deixem de comentar.

Até que não chutei mal. Mas fiquei revoltada com os prêmios de A Rede Social. Foi justo nas categorias que não merecia.

 

Sobre o Autor

Melissa de Sá administrator

Melissa é escritora e fica hiperativa com açúcar. É autora da distopia Metrópole: Despertar, publicada pela Editora Draco em 2016, e do livro infantil A Última Tourada, adotado em centenas de escolas no Brasil. Tem contos publicados em diversas antologias das editoras Draco, Buriti e Cata-vento.

2 Comentários até agora

Rafael JunqueiraPostado em9:59 am - mar 1, 2011

Ola,

Gostei de sua revisão dos prêmios dos Oscar, você fez um trabalho que a Globo não conseguiu fazer com tantos de experiência.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: